Inspiração de tattos: lua

A lua carrega diversas interpretações, simbolismos e significados. Os mais comumente citados são a maternidade/fertilidade, poder feminino, os instintos e a criança interior.

Está intimamente associada aos animais que vivem de noite: lobos, coiotes, panteras, jaguares, leopardos, morcegos e mochos, entre outros.E em algumas culturas, é considerada uma divindade masculina.

Desde tempos antigos, a lua é importante na cultura da língua, na mitologia e em calendários.Muitas deusas da mitologia são mostradas com a ela para transmitir o poder oculto e a sabedoria secreta.

A Lua também está associada ao “yin e yang”, sendo que o sol é o elemento ativo e representa o yang e a lua é o passivo e simboliza o yin. Em relação ao Sol, que é fogo e ar, a Lua é água e terra, é frio, norte e inverno.

Na Sibéria, os índios consideram Sol e Lua os olhos do céu – o primeiro, o olho bom; o segundo, o mau.

 

A periodicidade das fases da Lua faz com que ela seja o astro dos ritmos da vida. Esse satélite simboliza o tempo que passa, o controle do tempo, o tempo vivo para o qual a Lua serve como medida, devido à regularidade de suas fases.

Apreciada pela sua beleza natural e óbvia, a lua sempre foi alvo de uma curiosidade e dedicação especial por parte do homem.

Na antiga cultura egípcia existiu, antes de qualquer deus do sol, a deusa da lua Isis, venerada porque as civilizações depressa perceberam que as diferentes fases da lua tinham um impacto direto na terra, nomeadamente nas marés, na agricultura, na época de caça e até na própria vida humana e animal. Os seus ciclos previsíveis foram o impulso necessário para criar os primeiros conceitos de tempo e de calendário.

Para homenageá-la, os gregos construíram templos dedicados à deusa que a representava: Diana ou Artemis. Os celtas tinham em Morgana a deusa da lua e na cultura maia, a deusa da lua era a padroeira de todas as mulheres grávidas.Na astrologia indiana, a lua representa a mente; e na África Central é costume as mulheres darem banho aos seus bebés recém-nascidos à luz de uma lua cheia.

Ainda hoje temos muitas populações que continuam a seguir o calendário lunar.

 

Anúncios

Dar forma a pensamentos

Placeholder Image

Gosto de blogs há alguns anos, já tive alguns por hobby e faz uns meses que senti vontade de voltar a escrever.

Meu nome é Letícia, sou uma aspirante a designer gráfico e pretendo compartilhar aqui um pouco do que me da borboletas no estomago, interessa, atrai, motiva.

Come a little closer